Planta o Bairro

O projeto EVA, promovido pelo Clube Português de Artes e Ideias, agora na sua segunda edição, visa explorar a dimensão social da prática artística como instrumento de mediação e reflexão pela implementação de residências artísticas que têm como matéria de trabalho zonas de exclusão social e pobreza.

O Programa Escolhas é um programa de âmbito nacional, tutelado pela Presidência do Conselho de Ministros, e fundido no Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, IP, que visa promover a inclusão social de crianças e jovens provenientes de contextos socioeconómicos mais vulneráveis, particularmente dos descendentes de imigrantes e minorias étnicas, tendo em vista a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social.

O projecto Ser Maior, da 4ª geração do Programa Escolhas, intervém no Bairro da Boavista, o mais antigo bairro camarário de Lisboa. Abrange cerca de 210 destinatários com idades entre os 6 e os 24 anos aos quais se pretende capacitar.

A origem do Bairro da Boavista remonta a 1938. Portugal era pouco industrializado, com serviços tradicionais e domésticos e com uma das economias mais baixas da Europa.Pela lei nº 28912 de 1938 foi criado o Programa de Casas Desmontáveis. Era uma nova modalidade que com rapidez permitia fazer face às necessidades de realojamento. Após a eliminação das zonas de barracas que foram criadas ao longo da cidade. O Bairro foi destinado a populações com carências sociais, que habitavam clandestinamente em zonas da cidade que, devido às obras públicas (viaduto Duarte Pacheco e “Ponte Salazar”) foi necessário realojá-las.A escritura desta primeira fase da construção do bairro foi marcada por: empreitada das terraplanagens; esgotos; e pavimentação e foi orçamentada por 800 mil euros: Foi concretizada a 13 de Junho de 1939, sendo as obras concluídas a medida que iam sendo executadas as montagens das 488 casas.

Dorothy Gale, no famoso conto “Feiticeiro de Oz”, repetia interminavelmente “there is no place like home… there is no place like home”. O que é afinal a “casa”? Será o Bairro a casa que procuramos, o responsável pelo elo de ligação do ser humano a um espaço físico? Num jogo de descoberta de história de um espaço, tradições, pessoas/entidades/habitantes do Bairro, os jovens do Bairro da Boavista assumiram-se como fiéis detetives jornalistas numa busca incansável das tradições e sentimentos de pertença.
O resultado final “Planta o Bairro”: a deambulação vivida da Planta do Bairro da Boavista. (Joana da Matta é Mestre em Interaction Design pela Domus Academy, Milão)

 

Apresentação pública
 
17 de Dezembro, sábado
15.00h
Rua Rainha D. Catarina
Bairro da Boavista
Lisboa
mais info:
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s